Sobre a Escola de Aplicação do Recife

A Escola de Aplicação do Recife é uma unidade organizacional da Faculdade de Ciências da Administração de Pernambuco (FCAP/UPE) que conta com mais de 400 alunos divididos entre as turmas de ensino fundamental e ensino médio. A Escola do Recife, como é conhecida, disponibiliza anualmente vagas para novos alunos através de processo seletivo. As inscrições para as provas acontecem anualmente a partir de setembro.

HISTÓRIA.

A Escola de aplicação do Recife, fundada em 14 de agosto de 1984, é unidade organizacional da Faculdade de Ciências da Administração de Pernambuco, FCAP/UPE. Atualmente, a Escola do Recife ocupa uma posição de destaque no sistema educacional de Estado de Pernambuco, promovendo, em alto nível, o Ensino fundamental, a partir da 5 ª série, e o Ensino Médio.

O acesso à escola se dá através de exames seletivos públicos para a 6º ano do Ensino Fundamental. O acesso para alunos das demais séries dependerá, no entanto, da existência de vagas.

A Escola de aplicação do Recife filosoficamente assume uma concepção integral de homem, de sociedade e de educação. Idealiza ser uma escola socialmente progressista, baseada no modelo da pedagogia histórico-crítica. Vê o aluno como sujeito autônomo da sua própria história e do seu próprio desenvolvimento, um ser consciente, crítico apto para agir e modificar a sociedade em que vive.

A preocupação com uma educação integral deve levar a instituição a buscar efetivamente o cultivo de valores como honestidade, dignidade, solidariedade, justiça, disciplina, responsabilidade, autonomia e liberdade.

Percebe o aluno aprendiz como um ser em potencial, capaz de construir relações, esquemas e conhecimentos a partir dos desafios que lhe serão atribuídos, bem como o professor no seu papel de facilitador da aprendizagem, não somente como depositante do conhecimento.

Acredita numa filosofia de avaliação que seja representativa da aprendizagem, não somente como o depositante do conhecimento.

Acredita numa filosofia de avaliação que seja representativa da aprendizagem significativa, que funcione como reguladora dessa aprendizagem e seja um processo duplo de investigação do trabalho pedagógico, abrangendo não só o aluno que ainda não aprendeu, mas a prática pedagógica do professor e metodologias de trabalho desenvolvidas, o interesse, a participação, a responsabilidade do próprio aluno, e o contexto onde processo de ensino e de aprendizagem se efetiva. Também intenciona desenvolver um esforço para uma dimensão que ultrapasse o plano meramente formal do conhecimento livresco, que seja dirigido para a arte, a cultura e o desenvolvimento da criatividade, da curiosidade científica e da laborabilidade, indo mais além para a percepção de problemas contemporâneos, através da vivência da Pedagogia de Projetos, de competições científicas, tornando mais objetivo e de sentido para a sua existência no mundo.

Atualmente, a Escola de Aplicação do Recife conta com 9 salas de aula, 1 sala de artes e 1 sala para o Grêmio Estudantil.

Escola de Aplicação do Recife – Inscrições 2015.

Ensino Fundamental Clique aqui e baixe o Edital 6º ano 2015 ]
Ensino Médio