Dúvidas sobre o IPVA 2020 – Tudo que você deve saber!

Quando o assunto é IPVA 2020 muita gente costuma até sentir calafrios. Esse é um dos impostos que devem ser pagos todo começo de ano – e isso exige uma boa organização financeira. Porém, mesmo sendo um imposto anual e existentes à tanto tempo em nossas vidas, ou seja, na vida de quem possui veículo próprio, muitos possuem dúvidas sobre quando e como fazer seu pagamento.

Há muitas outras dúvidas comuns como, por exemplo, quais os veículos que poderão permanecer isentos e até mesmo pontos acerca de possíveis inadimplências e atrasos.

Para o IPVA 2020 as regras continuam sendo as mesmas, bem como as dúvidas mais recorrentes! E para poder entender sobre o tema é importante ir ao encontro de informações básicas!

Quer saber mais detalhes sobre o assunto? Então continue acompanhando atentamente o conteúdo a seguir!

IPVA 2020

Você realmente sabe o que é o IPVA 2020 ou até mesmo como ele é devidamente calculado? E mais: para onde será que vai todo o dinheiro é que arrecado por meio desse imposto?

IPVA 2020

Dúvidas, dúvidas e mais dúvidas! Se você se identifica com esse aspecto, saiba que não está sozinho nesse mundo! Querer respostas para esses e outros tantos pontos é algo absolutamente normal!

O primeiro passo é ficar atento às datas de pagamento do imposto, uma vez que cada estado pode aplicar um vencimento diferente! No site do Detran da sua comarca é totalmente possível ter essa informação!

Valor do IPVA 2020

Essa é outra dúvida bastante comum! Nesse caso, tenha em mente que a Secretaria da Fazenda realiza a divulgação anualmente (considerando até o limite do mês de outubro) uma tabela.

Nessa tabela os contribuintes podem conferir de forma prática e simples o valor venal referente ao seu veículo praticado até o mês de setembro e tudo isso levando em conta ainda a sua localidade. Essa tabela permite expressar justamente o valor médio de venda do seu veículo que está sendo praticado no mercado.

Nesse caso, o IPVA 2020 deverá ser calculado com base nesse valor venal, tendo em mente que cada estado brasileiro poderá definir uma porcentagem para poder cobrar o imposto. Portanto, supondo que você tenha um veículo cujo valor venal seja de 50 mil reais, em São Paulo no atual ano vigente deverá, portando, se deparar com o recolhimento de 4% sobre os automóveis.

Nesse caso, você deverá apenas calcular essa porcentagem sobre o valor de venda – seu IPVA 2020 será de 2 mil reais!

E para onde irá o valor do IPVA afinal?

De acordo com alguns estudos feitos, somente 13% das estradas nacionais são devidamente pavimentadas! E quem depende do uso dessas vias sabe de perto como arcar com impostos tão elevados e não ver resultados é um grande desalento. O fato é que diferente do que uma boa parcela das pessoas acreditam, o IPVA 2020 não é usado somente para a conservação de vias urbanas, estradas e rodovias.

Todo valor arrecado acaba sendo dividido de forma igualitária entre todos os estados e municípios onde o veículo foi devidamente licenciado.

De maneira mais prática e objetiva o IPVA 2020 não possui um único destino definido, sendo que compete justamente ao governo e à prefeitura decidirem como querem usar o valor no final das contas. Em geral, o valor recolhido no IPVA 2020 poderá ser principalmente usado para se agregar melhorias nos serviços públicos!

Pagamento IPVA

Como já citado anteriormente, o IPVA 2020 é um imposto absolutamente obrigatório, sendo que o seu não pagamento implica em punições.

Cada estado detém de regras específicas com relação ao pagamento do imposto, porém, grande parte desses mesmos estados permite que os pagamentos sejam realizados de 3 maneiras distintas, sendo elas:

IPVA 2020

  • À vista com desconto referente ao mês de vencimento da primeira parcela do imposto;
  • À vista sem desconto levando em conta o mês seguinte do vencimento da primeira parcela;
  • De forma parcelada, levando em conta que o pagamento poderá ser feito em até 3 vezes e de acordo com o dígito final da placa do veículo.

Portanto, organize-se com relação ao IPVA 2020 e evite não quitar o imposto dentro do prazo estabelecido, pois isso evitará que você pague juros e taxas, sem contar criar problemas para o licenciamento do veículo!

 

Scroll to top