O que você precisa saber sobre o Exame da FGV OAB?

Quando se trata de debater mais detalhes sobre o FGV OAB não se pode negar que essa é uma das avaliações que mais despertam interesse e ainda preocupação por parte dos concorrentes. O Exame da Ordem dos Advogados do Brasil, que também é popularmente conhecido como Exame de Ordem Unificado ou Exame de Ordem, consiste em uma avaliação que recorre a diversos recursos da lei.

Ele é aplicado basicamente para que bacharéis em Direito em todo o território nacional sejam capazes de confirmar que possuem capacitação para exercer a sua função. É por meio dessa avaliação que essas pessoas poderão obter a sua capacitação, bem como demonstrar seus conhecimentos práticos – tudo em prol de ter o direito em exercer a advocacia!

Vale salientar que a OAB é organizado pela Ordem dos Advogados do Brasil e a instituição responsável por aplicar o exame é a FGV OAB, ou seja, a Fundação Getúlio Vargas. Confira mais detalhes sobre a Fundação logo a seguir.

Qual a frequência da FGV OAB?

De maneira geral, a FGV OAB é realizada cerca de 3 vezes por ano, sendo que ainda são aplicadas duas provas em dias diferentes. Nesse sentido, a primeira prova consiste basicamente em um exame mais objetivo, onde são consideradas 80 questões de múltipla escolha.

FGV OAB

Já a segunda prova consiste em um exame prático-profissional, onde são contidas questões de peças profissionais – ao todo são 4 questões que devem ser consideradas.

Nos dias atuais a instituição que assume a responsabilidade em fazer a aplicação de tal exame é a Fundação Getúlio Vargas, a FGV. Ao todo são foram realizadas mais de 28 edições unificadas da FGV OAB.

O que é preciso saber acerca do exame?

É importante salientar que o exame da FGV OAB é formado por duas provas, como já mencionado anteriormente, onde cada uma tem um fundamento básico.

Para que o candidato tenha o direito de fazer a segunda prova é necessário que ele tenha ao menos acertado uma média de 50% das questões de caráter objetivo – questões essas presentes na primeira prova aplicada pela FGV OAB!

Confira abaixo os diferenciais das suas provas:

  • Prova objetiva:

Essa prova tem uma duração de cerca de 5 horas. Esse é o tempo máximo para que o candidato possa entregar as 80 questões devidamente respondidas.

As 80 questões são de múltipla escolha, considerando nesse caso 4 alternativas distintas (A, B, C e D). É importante destacar que cada uma das questões vale um ponto.

O score da prova pode variar de zero até 80 pontos no máximo. Essa prova ainda contém 15% de questões que focam basicamente em temas voltados para o Estatuto da Advocacia e também da OAB, bem como outras premissas fundamentais.

O candidato deverá apresentar conhecimentos diversos na FGV OAB como, por exemplo, Regulamento Geral, Código de Ética e ainda detalhar seu entendimento a respeito das Disciplinas, Direitos Humanos e ainda Filosofia do Direito.

  • Prova prático-profissional:

Consiste em uma prova que possui a duração média de 5 horas também! Essa fase do exame é composta por duas partes distintas.

A primeira parte refere-se a uma peça profissional formada por quatro questões discursivas. Nesse caso, o score máximo é de 10 pontos.

Deverá ainda se considerar conteúdos diversos, como é o caso do Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito Empresarial, Direito Penal, Direito do Trabalho ou Direito Tributário e direito processual.

O exame da OAB

O Exame da Ordem foi inicialmente criado por meio da aplicação da lei 4215, datada de 1963, sendo que sua regulamentação somente foi confirmada por meio da lei 8906 de 4 de julho de 1994.

Desde 2010 o exame é vinculado à FGV OAB, ou seja, a instituição assumiu a responsabilidade em realizar as provas.

Só para ter ideia de uma dimensão e importância, somente em 2011 foram constatados mais de 108.335 inscritos, sendo que somente 24% foram devidamente aprovados.

A Bahia é o estado que detém o maior percentual de candidatos aprovados, sendo o total de 30,64% – o estado é seguido de perto por Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com 29,09% e 28,78% respectivamente.

Isso ajuda a comprovar que a preparação para o exame exige um grande esforço, uma vez que o percentual de aprovação teve uma substancial baixa nos últimos anos!


E você? Está realmente preparado para prestar o exame da FGV OAB? Esperamos que com a ajuda de nossas informações, você tenha sucesso em seu exame. Mas caso ainda tenha alguma dúvida referente ao conteúdo, por favor, deixe sua mensagem a seguir.

 

Scroll to top